27 de agosto de 2009

Decisões


A vida é recheada de decisões que temos que tomar ao longo desse nosso percurso tortuoso por esta Terra cheia de possibilidades. Aceitar ou não um novo emprego, continuar ou terminar um relacionamento, fazer um cruzeiro ou investir nosso dinheiro, férias na praia ou no campo, carreira ou família, dormir um pouco mais ou chegar na hora certa da reunião. Às vezes temos mais opções, mas na maioria das vezes é preto ou branco, certo ou errado, paz ou guerra. E as conseqüências, independente das escolhas, podem ser agradáveis ou frustrantes. A vida não é prodigiosa em tarefas fáceis, muito pelo contrário. Nessas horas lembro da época que li Sartre no colégio, e do que ele falava quanto a sermos livres e responsáveis pelas nossas decisões. Estamos condenados a ser livres. Não há fuga para a nossa responsabilidade em decidir. Será? A insegurança geralmente é a pior das conselheiras. Nos acovarda, nos diminui, nos faz precipitar ou adiar as decisões. E talvez por isso nos faz tomar as decisões com medo do que vem pela frente. Ou adiar atitudes que temos que ter. Sartre dizia também que muitas vezes queremos que outros decidam por nós, quando a decisão, no final das contas, sempre é nossa.

E é verdade. Geralmente sabemos o que queremos, ou o que devemos fazer. No fundo, no fundo, não importa o que os outros digam, a gente já tem a ideia cristalizada na mente, e fica apenas a espera da aprovação dos outros ou, covardemente, que alguém nos “guie” no caminho de uma decisão que não nos cause arrependimento. Mas o maior arrependimento, no final das contas, sempre acaba sendo perceber que não fizemos o que sabíamos que devíamos fazer.

Como já escrevi em outro texto deste blog (clique aqui para lê-lo), "nossos medos nos fazem pessoas que não somos. Confie em você, e o tempo faz o resto."

4 comentários:

Francieli disse...

Este texto foi melhor que um 'livro de auto-ajuda' para mim (risos). Estou passando justamente por um desses momentos de decisões na minha vida.

Concordo que, no fundo, nós sempre sabemos o que queremos... é o medo que nos faz titubear.

Adorei o texto!!!
Abs, Fran.

iza disse...

A vida eh feita de escolhas isso ´eh fato. cada decisao gera frustaçao e alegria sempre ha o lado.. do " E se..." O livre artibrio esta ai.. para isso, amei o texto..
beijuu

Rico da Artigolândia disse...

Muito bom doutor!


E ficar parado, sem decidir nada acaba sempre sendo A PIOR decisão srrs

Meu caro, te convido a entrar em rede com meu último artigo, e chamar teus parceiros a isso

"Nós da Terra" é tão sério quanto parece.

Abs

Amanda disse...

O problema da liberdade que no final ela é uma prisão, já que podemos fazer tudo e no final só restam os arrependimentos pelas não escolhas.