30 de maio de 2009

Pensamentos de blogueiro(*)


Muitas vezes quando venho aqui escrever, preparo um texto em cima de um assunto ou situação do qual queira falar, reviso, releio umas duas ou três vezes e penso: hum, não está como eu gostaria. Sou muito exigente com o que escrevo, confesso, e tenho vários e vários textos que escrevi e estão guardados – e possivelmente nunca serão publicados – pura e simplesmente porque não os considero “fechados” ou suficientemente bons para transmitir a idéia que eu desejava transmitir.


Ser exigente consigo mesmo tem seus lados positivo e negativo. Quem também é assim sabe bem do que estou falando.

Além disso, tem algo curioso que acontece comigo, como blogueiro(*). Blogs são muito dinâmicos, no sentido de que os textos publicados vão ficando para trás, esquecidos em uma velocidade muito rápida. É preciso sempre que possível mostrar material novo, para que as pessoas continuem interessadas naquilo que você está escrevendo e oferecendo a elas. Mas eu tenho certa dificuldade de publicar às vezes, justamente por ver um texto que eu julgo bom ser “substituído” por outros nem tão bons assim. O ranking de textos mais lidos do blog, ali à direita, ajuda um pouco a preservar a “memória” dos leitores anteriores, mas ainda é insuficiente. Por isso volta e meia eu venho aqui e sugiro algumas “(re)leituras” para os antigos e principalmente os novos visitantes. Acho que é uma prática que todos os autores de blogs deveriam utilizar. Afinal, às vezes textos muito bons são publicados e lidos por uma dezena/centena de pessoas durante uma semana, e depois caem no ostracismo. Uma pena.

(*) Nota: Embora eu mesmo me descreva como "blogueiro" nesse post, não gosto muito dessa definição. Eu sou um escritor de crônicas e memórias da minha vida. Amador e pretensioso. Se preferirem, ainda, um autor de textos para blogs. Isso porque "blogueiro" soa muito geek para mim...

5 comentários:

bruno - ce disse...

"os textos publicados vão ficando para trás, esquecidos em uma velocidade muito rápida."

discordo....

eles ficam marcados em nossa memória, e utilizados em nossas vidas como boas liçoes.

iza disse...

Concordo com o comentario acima, e discordo do que falas.. no texto.. cada texto lido.. e relido.. e comentado muitas vezes. nao quer dizer que o mesmo é o melhor ou pior. as vezes nao queremos, deixar um comentario acerca do mesmo .. por vergonha. ou nao saber expressar tao bem em palvras.. o que, o texto transmite para cada um!!!naquele momento.. =) humm

Clari... disse...

eiiiiiiiiiiiiiiiii
eu coloquei meu top posts :)
veja lá, qdo tiver um tempinho...
bjoca

Daniel P disse...

Bruno & Iza, o casal que comenta unido, permanece unido, hahaha

Clari, já olhei e vou ler assim que puder

Rico da Artigolândia disse...

ah paraaaaaa, pode pagar de geek sim senhor!

hahaha